Yoga Sem Guru

Yoga é a contenção de redemoinhos mentais.

Para conter os redemoinhos e aproveitar os dias da melhor maneira possível, observamos:

  1. Yamas
  2. Niyamas
  3. Asanas
  4. pranayama
  5. Pratyahara
  6. Dharana
  7. Dhyana
  8. Samadhi

 

Podemos traduzir o termo guru como “mestre ou professor”, ou ainda poeticamente “aquele que dissipa a escuridão”.

Normalmente existe a idéia que o discípulo (palavra que tem a ver com disciplina) siga um guru e suas tradições milenares.

Nossa visão é que  é necessário aprender com alguém ou com algo, mas não precisa ser necessariamente uma pessoa ou uma única tradição. Aprendemos com os animais e com as crianças, e com qualquer um que tenha algo a ensinar na cidade-escola, e alem de termos nossos mil gurus, podemos também ter mil discípulos e assim somos formadores de opinião e não seguidores de um detentor dos conhecimentos. Nosso guia de certo ou errado é nosso próprio bom senso, alem da curiosidade e pesquisa. Adotamos os ensinamentos espontâneos.

As crianças são os melhores professores, pois tem  a espontaneidade e a naturalidade dos movimentos, sendo naturalmente lindas.

Basta observar para aprender.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.